Quando começamos a nos relacionar?


Não vou falar aqui sobre a nossa vida no útero. Seguiremos a partir do nascimento, onde experimentamos o início do relacionamento materno vivenciando os primeiros cuidados de nutrição, amparo e proteção que favoreceram o nosso desenvolvimento.

É nessa relação que aprendemos o significado de palavras simples como confiança, amor, carinho, atenção e outras mais. Sua duração é para toda a vida e isso faz com que seja uma das relações mais naturais e ao mesmo tempo complexas.

Com o passar do tempo vamos sendo inseridos gradativamente no relacionamento familiar, interagindo com os irmãos, primos, tios, padrinhos, avós entre outros. Neste momento começamos aprender o que é se sentir seguro, protegido e pertencente.

Com a entrada na creche e depois na escola inicia-se o relacionamento social. Lá começamos a conviver com pessoas que não são nossos familiares, os “amiguinhos”, a professora (tia), a diretora e várias outras pessoas que fazem parte deste contexto.

Os adultos começam a perceber nossos comportamentos, alguns tímidos, outros agitados ou ansiosos e mais uma gama de infinitos comportamentos que aparecem nestas primeiras relações.

Nesta fase, fora de casa, começamos a fazer uma pequena coleção de experiências, umas que deram certo e outras que não funcionaram. Este arquivo será ampliado, constantemente, com novas experiências que poderão ser levadas para a vida adulta.

8 visualizações

RESPONSÁVEL TÉCNICA

Marisa de Araujo Gaspar (CRP 05/33597)

 

ENDEREÇO

Rua Engenheiro Enaldo Cravo Peixoto

Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - Brasil 

ENTREGA DE PRODUTOS ONLINE

Do imediato e em até sete dias

CONTATO

 (21) 98796-8990 por Whatsapp